Windows 7: o sucessor do Windows Vista já vendeu mais de 240 milhões de licenças

Nesta semana o Windows 7 completa um ano de existência. Ninguém pode negar o fato de que, se o Linux domina o mercado de servidores, o Windows domina totalmente o mercado de desktops para uso doméstico. Aliás, em grande parte das empresas o que vemos nos PC’s é alguma versão do Windows rodando. Muitas grandes empresas rodam Linux em seus servidores, mas geralmente os desktops rodam Windows. Seja XP, seja Vista, seja o Seven. Aliás, conheço gente que ainda trabalha com o Windows 98.

É fato, também, que o Windows XP foi o melhor sistema operacional lançado pela Microsoft até hoje, mas o Windows 7 está caminhando para se tornar o melhor de todos, suplantando o XP, assim como, infelizmente, o Vista possui algumas similaridades com o malfadado Windows ME.

Claro, o Windows 7 também conta com o chatíssimo (mas muitas vezes necessário) UAC (User Account Control), o qual pode, é claro, ser desabilitado. Entretanto, ele é mais rápido que sua versão anterior, vendeu muito bem durante este 1 ano de vida e, finalizando as menções aos “fatos”, é muito mais amigável que o Vista. 🙂

A barra de tarefas no Windows 7, por exemplo, é maravilhosa. Versões acima da Home Basic do Windows 7, que contam com a interface Aero, contam, também, com transparências e efeitos muito bonitos, que tornam a experiência do usuário muito mais bacana. E o que dizer, então, da System Tray do Windows 7? Chega daquele monte de pequenos ícones muitas vezes desnecessários ao lado do relógio, e tudo fica centralizado em um local que você só acessa quando deseja/precisa.

Confesso que já utilizei todas as versões do Windows lançadas até hoje. Já utilizei também diversas distribuições Linux, dentre elas o Ubuntu. Mas é difícil largarmos algo que aprendemos a usar desde nosso primeiro contato com o computador. Não é impossível e nem vou entrar aqui no mérito da questão, uma vez que este artigo é a respeito do aniversário do Windows 7. O Windows 7 tem tudo para ser o melhor sistema operacional da Microsoft até hoje. 🙂

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *