O extinto mamute pode voltar a viver

As primeiras pesquisas para verificar se era possível clonar um mamute data da década de 1990 e na época a técnica era a mesma de hoje, usavam células de mamutes congelados que foram encontrados por arqueólogos. O problema é que os pedaços de carne ou músculos estava congelados a tanto tempo que a amostra não servia para nada. Com a evolução dessas técnicas os cientistas hoje dizem ser possível que nos próximos quatro ou cinco anos será possível isolar as células desses animais mortos e implantar dentro de uma fêmea de elefante africano que daria à luz um bebê mamute.

Mesmo assim as chances são pequenas, cerca de 30% de possibilidade de sucesso nessa clonagem. Talvez o que mais possa entrar em discussão agora é para que reviver um animal extinto…

Veja mais aqui (inglês)

Johnny Lightning
photo credit: neurmadic aesthetic

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *