Caro Einstein, cientistas rezam? E Einstein respondeu!

Uma garotinha uma vez, lá nos idos bem idos de 1936 escreveu uma carta para Albert Einstein. Essa é a carta dela:

The Riverside Church

19 de Janeiro de 1936

Caro Dr. Einstein,

Nós levantamos uma questão na sala de aula: Cientistas rezam? Primeiro nos perguntamos na sala se imaginávamos se cientistas rezavam ou não. Agora estamos escrevendo para cientistas e outras pessoas importantes para tentar esclarecer essa questão.

Nós nos sentiriamos muito honrados se você puder nos responder: Cientistas rezam, e pelo que eles rezam?

Estamos na sexta série. Classe da senhorita Ellis.

Respeitosamente,

Phyllis

E a resposta que segue é a do próprio Albert Einstein.

January 24, 1936

Cara Phyllis,

Tentarei responder sua pergunta da forma mais simples que eu conseguir. Aqui está a resposta:

Cientistas acreditam que tudo que acontece, inclusive no que diz respeito a relação social das pessoas, se dá através de leis naturais. Sendo assim um cientista não está inclinado a acreditar que o curso dos eventos pode ser influenciado pela prece, isto é, por um desejo de uma manifestação sobrenatural.

No entanto, devemos admitir que nosso conhecimento real dessas forças é imperfeito, de modo que no final a crença na existência de um espírito, final final repousa sobre uma espécie de fé. Tal crença continua a ser generalizada, mesmo com as conquistas atuais da ciência.

Mas também, todo mundo que está seriamente envolvido na busca da ciência torna-se convencido de que algum espírito se manifesta nas leis do universo, que é muito superior ao do homem. Desta forma, a busca da ciência leva a um sentimento religioso de um tipo especial, que certamente é bastante diferente da religiosidade de alguém mais ingênuo.

Cordialmente,

A. Einstein

Bem interessante uma carta que desconhecia até esse exato momento. A fonte disse é esse link

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *