Aniversário de Júlio Verne e um Google Doodle muito especial

Quem não conhece o escritor francês Júlio Verne? Quem, neste mundo, não leu alguma de suas maravilhosas obras, como “Viagem ao Centro da Terra”, por exemplo? Pois bem, o escritor francês está fazendo aniversário hoje. Júlio Verne nasceu em 08 de Fevereiro de 1828, e deixou este mundo em 24 de Março de 1905. Foram 77 anos de vida. E que vida.

O cara não era só um escritor. Era um visionário. Muitas de suas obras eram repletas de conceitos, idéias e máquinas que só “veriam a luz do dia” no século 20. E o cara teve essas “visões” em pleno século 19. Veja por exemplo o livro “Vinte Mil Léguas Submarinas”, onde temos o Capitão Nemo e um submarino chamado Nautilus! Fantástico!

Confesso que em 35 anos de vida já li este livro muitas, mas muitas vezes mesmo. Outro de meus favoritos é o acima citado “Viagem ao Centro da Terra”. Puxa, que imaginação Júlio Verne possuía, para imaginar e dar vida a um mundo e um ecossistema totalmente à parte, localizados justamente no centro do orbe terrestre, com direito à presença de criaturas que outrora viveram na superfície de nosso planetas? Sim, dinossauros, é destes animais maravilhosos que estou falando.

E “Da Terra à Lua”, outra de suas maravilhosas obras, que conta a história de um grupo, uma espécie de associação que tem a idéia de construir um canhão gigantesco para arremessar uma espécie de foguete à lua? E o melhor de tudo: um foguete tripulado! São tantas coisas estranhas, impossíveis para a época em que foram escritas, que a impressão que fica é a de que Júlio Verne, ou Jules Verne, era realmente um visionário.

Com certeza era uma pessoa que pensava muito além de seu tempo. Alguém que deixava sua mente extremamente criativa vagar ao longe e visitar campos escondidos apenas das mentes menos criativas e/ou temerosas. Júlio Verne não tinha medo, e é claro que alguém assim “dá mostras” de um grande intelecto desde cedo. Júlio Verne demonstrava desde pequeno possuir grande interesse em exploração, e muitos de seus livros contam com isto, e muito mais.

Uma pessoa assim não poderia ficar restrita a somente um “campo de operação”, e é sabido que Júlio Verne chegou até a escrever Libretos para pequenas óperas. Bom, que a música inspira a imaginação todos nós sabemos, não é? 🙂 Verne sofreu um bocado com seu pai, que ficou furioso quando descobriu que o filho, ao invés de se dedicar aos estudos de direito, se dedicava à escrita. Alguns outros fatos tristes ocorreram em sua vida, posteriormente, mas não estamos aqui para falar de tristezas, e sim da obra maravilhosa que este francês brilhante deixou ao mundo.

Parabéns, Júlio Verne. Ah, hoje o Google também está comemorando o aniversário do escritor de “Cinco Semanas em um Balão” com um Google Doodle muito especial, além de interativo. Dê uma conferida. 🙂

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *